20 agosto, 2012

Discurso de Julian Assange

Getty Images

Falo daqui, porque não posso estar mais perto de vocês. Obrigado por estarem aí.

Obrigado pela coragem de vocês e pela generosidade de espírito.

Na noite de quarta-feira (15), depois de essa embaixada ter recebido uma ameaça, e de a polícia ter cercado o prédio, vocês vieram para cá, no meio da noite, e trouxeram, com vocês, os olhos do mundo.

Dentro da embaixada, durante a noite, eu ouvia os policiais andando pelas entradas de incêndio do prédio. Mas sabia que, pelo menos, havia testemunhas. Isso, graças a vocês.

Se o Reino Unido não pisoteou as convenções de Viena e outras, foi porque o mundo estava atento e vigilante. E o mundo estava vigilante, porque vocês estavam aqui.

Por isso, da próxima vez que alguém lhes disser que não vale a pena defender esses direitos tão importantes para nós, lembrem a eles dessa noite de vigília, tarde da noite, na escuridão, à frente da Embaixada do Equador. Façam-nos lembrar como, pela manhã, o sol raiou sobre um mundo diferente, quando uma valente nação latino-americana levantou-se em defesa da justiça.

Agradeço ao bravo povo do Equador e ao presidente Correa, pela coragem que manifestaram, ao considerar o meu pedido e ao conceder-me asilo político.

Agradeço também ao governo e ao ministro do Exterior do Equador Ricardo Patiño, que fizeram valer a Constituição do Equador e sua noção de cidadania universal, na consideração que deram ao meu caso.

E ao povo do Equador, por apoiar e defender sua Constituição. Tenho uma dívida de gratidão também com o pessoal dessa embaixada, cujas famílias vivem em Londres e que me manifestaram gentileza e hospitalidade, apesar das ameaças que todos eles receberam.

Na próxima sexta-feira (24), haverá reunião de emergência dos ministros de Relações Exteriores da América Latina em Washington, DC, para discutir essa nossa situação. Sou extremamente grato ao povo e aos governos de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Honduras, México, Nicarágua, Peru, Venezuela e a todos os demais países da América Latina que defenderam o direito de asilo.

Ao povo dos EUA, Reino Unido, Suécia e Austrália, que me deram apoio e força, mesmo quando seus governos me negavam qualquer direito. E às cabeças mais arejadas de todos os governos, que ainda lutam por justiça: o dia de vocês raiará.

À equipe, apoiadores e fontes de Wikileaks, cuja coragem, compromisso e lealdade foram sem iguais.

Minha família e meus filhos, que vivem sem pai, perdoem-me. Logo estaremos novamente reunidos.

Enquanto Wikileaks estiver sob ameaça, ameaçadas estarão também a liberdade de expressão e a saúde de nossas sociedade. Temos de usar esse momento para articular a decisão diante da qual está hoje o governo dos EUA.

Voltará o governo dos EUA a reafirmar os valores sobre os quais aquela nação foi fundada? Ou o governo dos EUA despencará do precipício, arrastando com ele todos nós, para um mundo perigoso e repressivo, no qual os jornalistas serão para sempre silenciados, pelo medo das perseguições, e os cidadãos serão condenados a sussurrar na escuridão?

Digo que isso não pode continuar.

Peço ao presidente Obama que faça a coisa certa.

Os EUA têm de desistir dessa caça às bruxas contra WikiLeaks.

Os EUA têm de cancelar a investigação pelo FBI, contra WiliLeaks.

Os EUA têm de se comprometer a não perseguir nem processar nosso pessoal, nossa equipe e nossos apoiadores.

Os EUA têm de prometer, ante o mundo, que nunca mais perseguirão jornalistas exclusivamente porque jornalistas lancem luz sobre crimes cometidos pelos poderosos.

Têm de ter fim todos os discursos insanos sobre processar empresas de jornalismo, seja Wikileaks ou o New York Times.

A guerra do governo dos EUA contra os que apitam e lançam sinais de alarme justificado e legítimo tem de acabar.

Thomas Drake e William Binney e John Kiriakou e tantos outros heroicos guardas avançados, que alertaram para os piores perigos que eles, antes de outros, viram chegar, têm de ser – eles têm de ser! – perdoados e indenizados pelos riscos a que se expuseram e pelos sofrimentos que padeceram, para bem cumprir seu dever, como bons servidores do interesse público.

E o soldado que permanece em prisão militar em Fort Levenworth, Kansas, que a ONU constatou que viveu sob as mais monstruosas condições de prisão em Quantico, Virginia, e que ainda não foi julgado, mesmo depois de dois anos de prisão, tem de ser posto em liberdade.

Bradley Manning tem de ser libertado.

Se Bradley Manning realmente fez o que é acusado de ter feito, então é herói e exemplo para todos nós, e um dos mais importantes prisioneiros políticos do mundo, hoje.

Bradley Manning tem de ser libertado.

Na quarta-feira (15), Bradley Manning completou 815 dias de prisão sem julgamento. A lei estipula o prazo máximo de 120 dias.

Na terça-feira (14), meu amigo Nabeel Rajab, presidente do Centro de Direitos Humanos do Bharain foi condenado a três anos de prisão, por um tweet.

Na sexta-feira (17), uma banda russa foi condenada a dois anos de cadeia, por uma performance de conteúdo político.

Há unidade na opressão. Tem de haver absoluta unidade e absoluta determinação na resposta. Obrigado.

14 agosto, 2012

Tecnologia e o CPF

O uso da tecnologia por todos nos dias de hoje é notório. E agora, é possível solicitar o número de CPF (Cadastro de Pessoa Física) pela internet.

A Receita Federal lançou um novo serviço que emite o documento na hora mediante o preenchimento de um formulário online. O serviço é totalmente gratuito e funciona 24 horas por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Antes do lançamento do serviço, o CPF podia ser solicitado nas agências dos Correios, do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal. Nesses locais, a taxa de inscrição é de R$ 5,70.

Para tirar o CPF, é necessário entrar na página de inscrição do site da Receita Federal e preencher o formulário com informações básicas como: nome; endereço; data de nascimento e nome da mãe.

Obs: O pedido está disponível apenas para pessoas que possuam título de eleitor e tenham menos de 25 anos.

Serviços como esse são cada vez mais comuns, facilitando a vida do cidadão.

03 agosto, 2012

Por que perdoar é uma escolha sábia

Por que perdoar é uma escolha sábia
por Emilce Shrividya Starling

A capacidade de conceder o perdão completo não acontece de maneira rápida ou facilmente. É uma virtude que deve ser cultivada por muito tempo. E para isso precisamos compreender o que é o perdão.
O perdão não é botar panos quentes e dizer: “Tudo bem. Nem fiquei magoado. Está tudo bem.”
É preciso fazer um trabalho interno de contemplação e libertação.
Você precisa ter coragem de examinar seus pensamentos, sentimentos, ações e as consequências que criam. Não deve agarra-se a elas e sim ter o poder de renunciar a elas e entregá-las a Deus.
Precisa desistir de ser vítima do outro que lhe fez algo prejudicial e não chorar como uma vítima ofendida. Mas o perdão não substitui o arrependimento. Tanto você como a outra pessoa precisam sentir arrependimento e ver os próprios erros.
O perdão é uma escolha sábia. O perdão é uma bênção tanto para quem recebe como para quem concede.
Como diz o poeta yogue Kabir:
“Se alguém trata você mal uma vez e você reage tratando-o mal, então, um maltrato vira dois. Entretanto, se você não o maltratar em retribuição, o maltrato continua sendo apenas um.”
Esse é um conselho sábio mas difícil de ser seguido. Para aplicá-lo, você precisa ter força no coração que vem da sabedoria do Ser interior. Compreenda que o perdão se torna cada vez mais difícil se você multiplicar as ofensas, as provocações e se reagir ao mal-entendido com mais mal-entendido.
Às vezes, você pode ter a tentação de responder às ofensas e achar que isso lhe fará sentir mais leve depois. Mas não é verdade, pois ao revidar , você está criando dor para si mesmo. Você obscurece sua mente com nuvens pesadas de rancor e fecha seu coração para o amor.
Quando você perdoa ou nem guarda mágoas, você faz bem a você mesmo. Você demonstra gentileza a si mesmo e reconhece a grandeza de sua alma.
O perdão existe primeiro para aquele que perdoa, porque lhe libera de sentimentos negativos que iam destruir sua paz e acabar com sua alegria.
O perdão tem muita força e dissolve a raiva, que é o nosso maior inimigo na Terra. Um coração que perdoa é forte e nobre e está mais próximo de Deus. Somente os fortes e sábios perdoam.
Muitas pessoas não querem nem pensar em perdoar e ficam muito apegadas à raiva. Elas preferem sofrer com essa atitude rancorosa, pois é difícil abandonar esse apego à raiva.
Na maioria das vezes, elas guardam ressentimentos, sentem amargura, decepção e desamparo. Elas carregam uma bagagem pesada que tira o sabor da vida. Entenda que você não pode perdoar e, ainda assim, guardar antigas mágoas na sua memória.
Não é possível carregar o fardo da raiva e ser alegre ao mesmo tempo. Se você estiver apegado aos seus velhos rancores, você não é capaz de perdoar e fica se torturando com seus próprios pensamentos, tornando-se seu próprio inimigo.
A maior vitória sobre um inimigo é perdoá-lo. Quando você o perdoa, ele morre dentro de você e deixa de lhe perturbar.
O perdão precisa fluir do coração e não pode ser apenas um exercício mental. Perdoar alguém não é apenas lhe dizer : “Eu lhe perdoo”. É necessário revelar o perdão através de suas ações, gestos e sentimentos.
Quando você realmente alimenta a força do perdão, uma verdadeira alquimia acontece em seu interior e você se sente livre e muito bem.
Cultive essa nobre virtude do perdão por muito tempo e permita que o sentimento libertador de perdoar dissolva toda sua dor, abrindo caminho para a paz interior.
Quando você já perdoou, essa nova energia o faz sentir cada dia melhor e sua vida se abre. Você respira melhor, aprecia o ambiente à sua volta, admira as folhas das árvores, a luz do sol, a beleza das ondas do mar. Você se abre para ver as qualidades das pessoas e atrai melhores oportunidades para sua vida.
Quando o perdão acontece, ele emana do espaço da sabedoria. Ele simplesmente acontece e você já nem precisa mais pensar em perdão porque você possui sabedoria e conhecimento.
Deus não está julgando e nem punindo você. Ele é pura sabedoria, pleno de misericórdia, amor e compaixão. Você é que tem que parar de se punir com seus pensamentos e suas ações. Parar de guardar mágoas em seu coração.
Compreenda que única escolha sábia é o perdão e sinta-se completamente livre. Permita a si mesmo lembrar-se de sua própria divindade interior. Sinta compaixão, que é um ato de tolerância onde reina a bondade e o perdão. Namastê! Deus em mim saúda Deus em você! Fique em paz!

18 julho, 2012

Tencologia e negócio

O uso da tecnologia para dimuir os custos de uma organização.

Em 2001, estudos mostraram que a utilização de INTRANETS por empresas, resultaram em um ROI (Return On Investiment) de 23% a 85%, em alguns casos o ROI chegou a 1.000%.

Vantagens do uso das INTRANETS:

  • Conectividade: pode ser acessada da maioria das plataformas de computação.

  • Pode ser vinculada aos sistemas corporativos e bancos de dados de transações essenciais.

  • Acompanha a ampliação e redução das plataformas de computação quando os requisitos são alterados.

  • Fácil uso, interface Web universal.

  • Ambiente de informação mais rico e resceptivo.

  • Redução dos custos de distribuião e informação.

17 julho, 2012

Fim de semana!!

O grupo Tri Acústica estará em Governador Dix-Sept novamente neste Sábado, 21, a partir das 21h30, lá no Russo's Bar.

tri-acustico

OFFICE 2013

12 novidades e planos do Office 2013, da Microsoft
office-2013

Steve Ballmer e sua equipe apresentaram, nesta tarde, a nova versão do pacote de aplicativos para escritórios Office. A Microsoft fez uma reforma radical no software, que passa a ser oferecido como uma combinação de serviço na nuvem com aplicativos locais.
O novo Office foi projetado para funcionar em PCs com teclado e mouse, tablets e smartphones.
E vai permitir que o usuário alterne entre vários dispositivos e encontre o mesmo ambiente de trabalho em todos eles. Ele deve ser lançado junto com o Windows 8, em algum momento entre agosto e outubro. Mas quem quiser já pode experimentar uma versão preliminar. Confira as principais novidades do pacote.
1 - Tudo na nuvem
2 - Dispositivos variados
3 - Sensível ao toque
4 – Aplicativos
5 – Excel
6 - Word
7 - Power Point
8 - OneNote
9 - Outlook
10 - Caneta
11 – Redes sociais e Skype
12 – Assinaturas
A Microsoft não informou quanto vai custar o novo Office. Mas Steve Ballmer divulgou três novos planos do Office 365, a atual versão online do pacote, que serão atualizados com o Office 2013.
Os novos planos são estes:
Home Premium - Para famílias, vai incluir 20 gigabytes de espaço de armazenamento no SkyDrive e 60 minutos de ligações telefônicas via Skype por mês.
Small Business Premium - A edição para pequenas empresas vai incluir um serviço de e-mail empresarial, calendários compartilhados, ferramentas para sites e videoconferência em alta definição.
ProPlus - Projetada para grandes empresas, tem opções mais flexíveis para distribuição e gerenciamento na nuvem.
Fonte: (INFO e EXAME)